Políticas editoriais

FOCO E ESCOPO

As propostas devem estar enquadradas em uma das seguintes linhas editoriais:

a) Técnico-científica – destina-se à divulgação de obras de conhecimento especializado e sistematizado e de interesse acadêmico.
b) Recursos didático-pedagógicos– propõe-se a divulgar a produção científica, tecnológica, artístico-cultural e literária, voltada ao apoio às atividades de ensino em todos os níveis.
c) Artístico-cultural– destina-se à publicação de obras artístico-culturais e literárias.
d) Obras clássicas– destina-se à reedição de obras de referência no campo da ciência e do pensamento.
Ver Regulamento da editora.
As propostas enviadas deverão,obrigatoriamente,ser inéditas e estar de acordo com as presentes normas e não poderão possuir conteúdos que:
  1. Incluam informações que constituamou possam constituir crime ou contravenção penal ou que possam ser entendidas como incitação à prática de crimes ou contravenções penais;
  2. Constituam ofensa à liberdade de crença e às religiões;
  3. Veiculem informações racistas ou discriminatórias;
  4. Violem qualquer lei ou sejam antiéticos;
  5. Tenham sido produzidos por terceiros.

Os originais podem ser de autoria individual ou coletiva. Nesse último caso, todos os capítulos dos livros coletivos (organizados) devem ser norteados por um mesmo tema.

Cada livro organizado deverá apresentar, no máximo, 3(três) organizadores.

Não serão aceitas propostas de reedições nem obras de qualquer outra espécie que já tenham sido publicadas em qualquer meio, exceto aquelas que se enquadrem no item 1.1, alínea d.

Os originais deverão passar por uma normalização (conforme normas da ABNT) e uma revisão ortográfica e textual prévias, comprovadas por declaração assinada por profissional especializado, o qual terá seu nome devidamente registrado nos créditos da obra. A referida revisão linguística deve ser minuciosa e atentar para a estrutura frasal lógica, coesão, coerência, objetividade e clareza do texto. A revisão também se aplica às figuras, tabelas e quadros.

1. Entende-se por profissional especializado aquele formado em Letras com habilitação em Língua Portuguesa ou aquele que comprove atuação profissional como revisor de textos.
2. Ainda que o livro seja enviado com a declaração de profissional especializado, o setor de revisão da Editora IFPB realizará uma revisão textual e editorial a fim de adequar o texto aos padrões da editora. Essa revisão não poderá ser desconsiderada.
3. Caso o setor de revisãotextualverifique que o texto não atende as condições elencadas no item 1.7, o livro não será aprovado.

O(s) autor(es)/organizador(es) do livro deve(m) declarar, pelo sistema de submissão de propostas de livro,que a obra é inédita e não contém plágio integral nem parcial de textos próprios ou de outros autores, assumindo toda e qualquer responsabilidade, moral e material, pelo seu conteúdo e por eventual impugnação de direitos por parte de terceiros, respondendo, perante a Lei, pelas imagens, tabelas e gráficos utilizados em toda a obra.

Caso seja detectado, em qualquer momento da seleção, que alguma proposta de livro submetida apresenta plágio de outras obras, a proposta será desclassificada.

Após a efetivação da inscrição, é proibida aos proponentes a substituição dos originais, exceto no caso de solicitação da Editora do IFPB.

PROCESSO DE AVALIAÇÃO PELOS PARES

A seleção das propostas obedecerá às etapas a seguir:

I - Análise de enquadramento: consiste em análise preliminar das propostas, por parte do Conselho Editorial do IFPB, para fins de observação do enquadramento ou não da proposta às presentes normas. Somente as propostas selecionadas nesta etapa passarão para a seguinte;
II- Análise de mérito: consiste na avaliação das propostas, por parte dos avaliadores ad hoc, a partir dos critérios apresentados a seguir:
a) Relevância;
b) Rigor científico;
c) Clareza, objetividade, adequação e correção da linguagem;
d) Qualidade acadêmica do texto.
III- Avaliação pelo setor de revisão textual.

Os originais serão avaliados por 2(dois)pareceristas ad hoc,especializados no assunto abordado pelo autor. No(s) caso(s) em que houver um parecer favorável e um parecer desfavorável, a proposta será encaminhada para uma terceira avaliação. Os(as) pareceristas serão mantidos em absoluto anonimato. A decisão do Conselho Editorial poderá ser pela aprovação preliminar, pela aprovação condicional – quando necessárias adequações e a posterior reapresentação das obras – ou pela reprovação da proposta. Em caso de aprovação condicional, o proponente terá um prazo de 30(trinta)dias para apresentar a versão final da proposta, em formato doc, adaptada às recomendações do Conselho Editorial. A aprovação final, após a aprovação preliminar, estará condicionada à realização de uma avaliação pelo setor de revisão textual da Editora, que considerará a estrutura frasal lógica, a coesão, a coerência, a objetividade e a clareza do texto. Ainda que o livro tenha sido enviado com a declaração de profissional especializado, caso o setor de revisão verifique que o texto não atende às condições elencadas no item 1.7, o livro não será aprovado. Os trabalhos não classificados para publicação poderão concorrer em uma nova submissão.

POLÍTICA DE ACESSO ABERTO

Esta editora oferece acesso aberto imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio que tornar a pesquisa acessível ao público abertamente proporciona maior intercâmbio de conhecimento de forma global.